CENTRO NACIONAL DE REFERÊNCIA EM PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS

REVISTA 72

Prezado Leitor, Após as incertezas dos últimos anos para o setor elétrico no Brasil, 2017 vislumbra ser um ano do início de uma recuperação. Recuperação essa, que ainda levará algum tempo e durante o processo, fabricantes, empresários e consumidores continuarão a sofrer os impactos. Diante desse cenário, as pesquisas acadêmicas tendem a diminuir por falta de investimentos e incentivos, fazendo com que universidades realoquem suas verbas para esses projetos. Na contramão deste cenário pouco animador, começamos o ano abordando em nossa publicação a criação em nossa Universidade do mestrado profissionalizante em engenharia hídrica, mestrado esse que vem ratificar a excelência da Universidade Federal de Itajubá, no estudo e na pesquisa da geração hídrica em nosso país. Uma vez que foi a pioneira na criação do curso de graduação em engenharia hídrica e agora também se destaca no scriptum sensu. Nessa matéria, abordamos a aula magna ministrada pelo presidente da Atiaia Energia, o engenheiro Luiz Otávio Koblitz, sob o tema Nova Abordagem para Matriz Energética Brasileira. Trazemos, também, uma matéria que fala sobre um projeto de turbina de ultrabaixa queda desenvolvido pelo Centro em parceria com uma universidade canadense e uma empresa brasileira, que originou uma patente internacional. Por fim, como de costume desejo aos nossos leitores uma boa leitura!

Geraldo Lúcio Tiago Filho.

ARTIGOS PUBLICADOS NESTA EDIÇÃO
ANUNCIE CONOSCO